terça-feira, junho 1

OFERTÓRIO - Musicas para data shows "missas"

OFERTÓRIO

01. UM CORAÇÃO PARA AMAR

Um coração para amar, pra perdoar e sentir
Para chorar e sorrir, ao me criar Tu me deste.
Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater,
Ansioso por entender, as coisa que Tu disseste.

Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar! Toma Senhor que ele é Teu, meu coração não é meu.

Quero que o meu coração, seja tão cheio de paz,
Que não se sinta capaz de sentir ódio ou rancor.
Quero que a minha oração possa me amadurecer,
Leve-me a compreender as conseqüências do amor.

02. ESTE PRANTO EM MINHAS MÃOS

Muito alegre eu Ti pedi o que era meu, partir!
Um sonho tão normal.
Dissipei meus bens, o coração também.
No fim, meu mundo era irreal.

Confiei no Teu amor e voltei.
Sim aqui é o meu lugar!

Eu gastei Teus bens ó Pai e Te dou,
este pranto em minhas mãos.

Mil amigos conheci disseram adeus.
Caiu a solidão em mim.
Um patrão cruel levou-me a refletir:
meu Pai não trata um servo assim!

Nem deixaste-me falar da ingratidão;
morreu no abraço, o mal que eu fiz.
Festa, roupa nova, anel, sandálias aos pés; voltei
à vida, sou feliz.

03. MINHA VIDA TEM SENTIDO

Minha vida tem sentido, cada vez que eu venho aqui. E Te faço o meu pedido, de não me esquecer de Ti.

Meu amor é como este pão, que era trigo,
que alguém plantou, depois colheu.
E depois, tornou-se salvação
e deu mais vida e alimentou o povo Meu.

Eu te ofereço vinho e pão,
Eu te ofereço o Meu amor. (2x)

Meu amor é como este vinho,
que era fruto, que alguém plantou, depois colheu.
E depois encheu-se de carinho
e deu mais vida, e saciou o povo Meu.

04. SÓ EM TI VIVER

As coisas que o mundo oferecia,
me impediam de Te encontrar.
De ver que a vida é só em Ti,
mas Tu vieste e tocaste
Bem no fundo do meu coração, me ensinaste a Te amar.

Oh! Jesus, recebe então a minha vida,
Recebe as coisas que de Ti me afastam.
Pois só em Ti quero viver. (2x)

Agora, que o meu coração é Teu,
quero sempre Te louvar,
Tua vida transbordar.
Para que mais gente experimente,
teu amor nos transformando, Tua mão a nos tocar.

05. VENHO A TI

Venho a Ti e sei que não estou mais sozinho,
muitas vozes se elevam para o céu
Venho a Ti com aqueles irmão verdadeiros,
que comigo dão a Ti seus corações.

E Tu, que és o amor, escuta cada prece
de dor, de amor e Tu, que és a paz,
dá-nos a esperança em cada momento,
Senhor... E abre o paraíso a nós (2x)

06. MÃOS ABERTAS

Nesta prece, Senhor, venho Te oferecer,
O crepitar da chama, a certeza de dar.

Eu Te ofereço o sol que brilha forte,
Te ofereço a dor do meu irmão!
A fé na esperança e o meu amor!

Eu Te ofereço as mãos que estão abertas,
o cansaço do passo mantido.
Meu grito mais forte de louvor!

Eu Te ofereço o que vi de belo,
no interior dos corações.
A coragem de me transformar!

07. DE MÃOS ESTENDIDAS

De mãos estendidas, ofertamos,
o que de graça recebemos (2x)

A natureza tão bela que é louvor, que é serviço,
O sol que ilumina as trevas, transformando-as em luz. O dia que nos trás o pão, a noite que nos da repouso, Ofertamos ao Senhor, o louvor da criação.

Nossa vida toda inteira, ofertamos ao Senhor,
Como prova de amizade, com prova de amor.
Com o vinho e com o pão, ofertamos ao Senhor
Nossa vida toda inteira, o louvor da criação.

08. TEU SOU

Eu não sou nada e do pó nasci,
mas Tu me amas e morreste por mim.
Diante da cruz, só posso exclamar: Teu sou, Teu sou.

Toma minhas mãos, Te peço;
toma meus lábios, Te amo. Toma minha vida,
Ó Pai Teu sou, Teu sou. Teu sou, Teu sou . (2x)

Quando de joelho Te olho , Ó Jesus,
vejo Tua grandeza e minha pequenez.
Que posso dar-Te eu ? Só meu ser, Teu sou, Teu sou.

09. A MESA SANTA

A mesa santa que preparamos,
mãos que se elevam a Ti, ó Senhor.
O pão e o vinho, frutos da terra,
duro trabalho, carinho e amor:

Ô, ô, ô, recebe, Senhor!
Ô, ô, recebe, Senhor!

Flores, espinhos, dor e alegria,
pais, mães e filhos diante do altar.
A nossa oferta em nova festa,
a nossa dor vem, Senhor, transformar!

A vida nova, nova família,
que celebramos aqui tem lugar.
Tua bondade vem com fartura
é só saber, reunir, partilhar.

10. MEU CORAÇÃO É PARA TI

Meu coração é para Ti, Senhor. (4x)

Porque Tu me deste a vida,
porque Tu me deste o existir,
Porque Tu me deste o carinho, me deste amor!

Pão e vinho são pra Ti, Senhor. (4x)
A minha vida é para Ti, Senhor. (4x)

11. A TI MEU DEUS (SL. 25)

A Ti meu Deus, elevo meu coração,
Elevo as minhas mãos, meu olhar, minha voz.
A Ti meu Deus, eu quero oferecer meus passos
E meu viver, meus caminhos, meus sofrer.

A Tua ternura Senhor, vem me abraçar.
E a Tua bondade infinita me perdoar.

Vou ser o Teu seguidor, e Te dar o meu coração
Eu quero sentir o calor de Tuas mãos.

A Ti, meu Deus, que és bom e que tens amor,
Ao pobre, ao sofredor, vou servir e esperar.
Em Ti, Senhor, humildes se alegrarão,
Cantando a nova canção de esperança e de paz.

12. NO TEU ALTAR, SENHOR

No Teu altar Senhor,
coloco a minha vida em oração (2x)

A alegria de Te amar e ser amado,
quero em Tuas mãos depositar.

O desejo de ser bom e generoso,
faz-me viver com mais amor.

Os amigos que me deste e que são Teus,
tudo entrego em Tuas mãos.

13. TU QUE RENOVAS

Tu que renovas todas as coisas,
Tu que nos provas no amor (2x)

Eu Te entrego minhas mãos, meu trabalho, meu viver
E Te peço que renoves o meu ser.

Eu Te entrego minha voz, o meu canto de louvor,
E Te peço que renoves meu amor.

Eu me entrego todo a Ti e Te dou meu coração,
E Te peço que renoves minha ação.

14. EM PROCISSÃO VÃO O PÃO E O VINHO

Em procissão vão o pão e o vinho.
Acompanhados de nossa devoção.
Pois simbolizam aquilo que ofertamos:
Nossa vida e o nosso coração.

Ao celebrar nossa páscoa e ao vos trazer nossa oferta. Fazei de nós, ó Deus de amor, imitadores do Redentor.

A nossa igreja que é mãe deseja,
que a consciência do gesto de ofertar,
Se atualize durante toda a vida,
como o Cristo se imola sobre o altar.

Eucaristia é sacrifício,
aquele mesmo que Cristo ofereceu.
O mundo e homem serão reconduzidos,
para a nova aliança com seu Deus.

O pão e o vinho serão em breve,
o corpo e o sangue do Cristo Salvador.
Tal alimento nos une num só corpo,
para a glória de Deus e Seu louvor.

15. EU CREIO NUM MUNDO NOVO

Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou! Eu vejo sua luz no povo, por isso, alegre sou!

Em toda pequena oferta, na força da união,
No pobre que se liberta, eu vejo ressurreição!

Na mão que foi estendida, no dom da libertação.
Nascendo uma nova vida, eu vejo ressurreição!

Nas flores oferecidas, e quando se dá perdão:
Nas dores compadecidas, eu vejo ressurreição!

Nos homens que estão unidos, com outros partindo o pão, Nos fracos fortalecidos, eu vejo ressurreição!

16. SABES, SENHOR

Sabes, Senhor, o que temos é tão pouco pra dar.
Mas este pouco nós queremos com os irmãos compartilhar.

Queremos nesta hora, diante dos irmãos, comprometer a vida, buscando a união.

Sabemos que é difícil, os bens compartilhar,
mas com a Tua graça, Senhor podemos dar.

Olhando Teu exemplo, Senhor vamos seguir,
fazendo o bem a todos, sem nada exigir.

17. SUBA A TI Ó DEUS PAI

Suba Ti, ó Deus Pai, como prece,
nossa oferta do vinho e do pão!
Se o Teu Reino de amor acontece,
“paz, justiça se abraçarão”!

Ofertamos a voz do Teu povo,
que defende a vida e diz: não!
Ao sistema injusto que nega,
liberdade e vida ao irmão!

Ofertamos a luta do pobre,
que espera seu pão conseguir,
no suor do seu rosto sofrido,
para um mundo mais justo surgir.

Teus caminhos, Senhor, são justiça,
é de paz que Tu queres falar!
Partilhar nosso bens, sem cobiça,
é serviço, e é forma de amar!

Como igreja, também, Te ofertamos,
o empenho intenso de quem,
em defesa do povo trabalha,
dando o tempo e os talentos que tem.

18. É PROVA DE AMOR

É prova de amor junto à mesa partilhar.
É sinal de humildade nossos dons apresentar.

Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão.
E o nosso coração também!
Senhor, que Vos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!

Quem vive para si, empobrece o seu viver;
quem doar a própria vida, vida nova há de colher.

Oferta é bem servir, por amor ao nosso irmão.
É reunir-se nesta mesa e celebrar a redenção.

19. OFERTAR NOSSA VIDA QUEREMOS

Oferta nossa vida queremos, como gesto de amor-doação: procuramos criar mundo novo, trazer para o povo a libertação.

De braços erguidos, a Deus ofertamos:
aquilo que somos e tudo o que amamos.
Os dons que nós temos compartilharemos,
aqueles que sofrem, sorrir os faremos.

A injustiça que fere e que mata, tanto homem, criança e mulher, faz o jovem viver sem sentido, descrente e perdido, distante da fé.

Como o pão e o vinho se tornam corpo e sangue de Cristo Jesus. Transformemos em realidade pra ser de verdade esperança e luz.

Juventude, milhões pelo mundo, tanto anseio de libertação! Gente nova, sem cercas e muros, constrói seu futuro, liberta o irmão.

20. RECEBE, SENHOR

Nossos sonhos, clamores, todo o nosso viver,
nosso rumo de dores, sem trabalho... Por quê?
A esperança que resta de quem crê com vigor
na certeza da festa do encontro e do amor.

Ô, ô, ô, ô, recebe, Senhor!

Neste chão de fartura, falta o pão pra comer,
quanta gente insegura, sem trabalho... Por quê?
Mesmo assim, Deus da vida, bendizemos Teu nome,
pelo pão que convida a matar toda fome.

Já o trigo floresce, novo tempo se vê,
nosso grito se aquece: sem trabalho... Por quê?
Nossa lida e vontade, nossa luta e labor
pela fraternidade Te ofertamos, Senhor.

Um comentário: